Raças

Tudo sobre Pinscher

Pinscher

Quando falamos em Pinscher, logo vem na cabeça o cachorro pequeno, não é? Mas você sabia que Pinscher é um cachorro grande e o que conhecemos e é tão popular por ser pequeno, na verdade é um Pinscher miniatura? Eu vou explicar tudo pra você.

Esses cachorros em miniatura são conhecidos por seu temperamento nervoso, mas será que isso é verdade? Os Pinschers são uma raça bastante presente na casa de muitas famílias por seu tamanho e sua fofura, porém não é difícil encontrar vídeos e relatos na internet de ataques.

Não precisa se preocupar, ok? Os Pinschers não apresentam nenhum perigo e existem muitas informações incorretas correndo por aí. Portanto, se você quer saber o que é verdade e mentira sobre a raça, é só conferir logo abaixo.

De onde veio o Pinscher?

São cães da Alemanha (tanto é que seu nome é pinshcer alemão), mas são de origens desconhecidas. Existem teorias que deles surgiram os em miniatura e até mesmo o famoso doberman! Foram muito utilizados durante a Segunda Guerra, mas infelizmente quase foram extintos após esse período. Foram bastante registrados em pinturas, relatos, documentos principalmente durante o século 18.

A raça Pinscher na verdade possui  diversos cães, sendo difícil  saber ao certo a origem e quais os cruzamentos reais e o que é lenda.

Pinshcer miniatura

O pinshcer, também chamado de Pinscher miniatura são nativos da Alemanha, mas não se sabe ao certo sua origem. Existem duas teorias, porém nada comprovado. A primeira sugere que foram cruzamentos entre pinshcer selecionados especialmente de modo que só os menores acasalavam. Também é dito que o cruzamento galguinho italiano e o dachshunds foi realizado.

No Brasil ele é chamado simplesmente de Pinscher e é como conhecemos, mas apesar do nome popular isso não é uma verdade. Ele é apenas um dos cães pertencente ao tipo.

É considerado a menor raça de cães de guarda que existe em todo o mundo e, entre os Pinschers, são, sem sombras de dúvidas, os mais irritadiços. De modo geral são inteligentes e obedientes, mas uma educação ruim pode os tornar bem agressivos.

Affenpinscher

Bem menos conhecido, essa pequena raça de cães é bem peludinha, se diferenciando dos outros do mesmo tipo. Possui muitas características de poodle, ao ponto de que é até fácil se confundir. Mas por incrível que pareça não possuem nada de relação.

Ao que tudo indica os affens são parentes dos griffons belgas, mas todo o físico indica que são pertencentes aos terriers. Chegam a ser tão pequenos quanto o Pinscher em miniatura.

Doberman

Esse é bastante famoso e basta compará-lo com o Pinscher alemão para perceber que são bem parecidos. Isso ocorre porque realizaram diversos cruzamentos entre espécies para criar esse cão de guarda. Ele foi criado na intenção de servir como defesa e cumpre bem essa função.

Apesar de terem a intenção de criar um cão mais agressivo, ele acabou sendo bem amável e amistoso, sendo um protetor do lar que se dá bem com a família e até mesmo com crianças.

Características do Pinscher

Bem, como você já entendeu, Pinscher não é uma raça de cão e sim um tipo que engloba diversas raças. Apesar disso, todos possuem características em comum, desde os menores até os maiores.

A primeira coisa a destacar é que são ótimos cães de guarda, mesmo os pequenos que não servem tanto para proteger, são sempre alertas e atentos à barulhos e movimentações fora do comum. Nem preciso falar do doberman e do Pinscher alemão, não é? Dependendo de como são treinados, podem ser usados em caçadas e guerras, como aconteceu diversas vezes.

Seu temperamento é bastante leal e afetuoso, mas existe um porém: eles são irritadiços. Apesar de serem obedientes, o dono precisa conhecê-los e saber o que irrita e o que não os irrita. Suponha que ele não goste de carinho (o que não é uma regra). Você está sujeito a abocanhadas caso invada esse espaço do cão.

Os pequenos são mais temperamentais do que os grandes (ainda bem, não é? Já imaginou um cão de guarda grande e forte que seja agressivo? É muito difícil de lidar) e, inclusive, são mais difíceis de educar, ao ponto de que o doberman e o alemão podem ser adestrados e seguem ordens como soldados.

Eles dão trabalho?

De maneira geral são cães bem tranquilos e bastante saudáveis. Dificilmente terá despesas médicas. Tudo o que você precisa fazer é alimentá-los bem e tratá-los com bastante amor e atenção, de acordo com cada situação. Eles são adaptáveis a ambientes menores, mas precisa soltar a energia em alguma atividade.

Leve sempre os cães Pinscher para caminhadas ao ar livre ou ele vai acabar canalizando essa energia destruindo objetos na casa e até mesmo adquirindo stress. Respeite o temperamento dos menores e não ache engraçado eles rosnando e se tremendo de raiva, pois podem atacar e se estressar.

Qual é o valor?

Possuem valores bem em conta e são bem fáceis de se conseguir. Um Pinscher alemão custa entre R$400,00 e R$1.500,00 de acordo com a época, local e sexo. Claro que filhotes também são mais caros.

O Pinscher em miniatura possui a mesma faixa de preço sendo até mesmo mais fácil de se encontrar do que o alemão. Pelo menos no Brasil.

Já os dobermans são bem mais caros, se comparados com os outros. Você pode comprar um adulto por até R$800,00, mas os preços de filhotes podem ser bem mais altos, beirando aos R$7.000,00, entretanto existem filhotes encontrados na faixa de R$2.000,00.

E por último o affepnscher custa entre R$1.500,00 até R$2.500,00, tendo um valor equiparável à diversos outros cães de raça.

Escolhendo seu Pinscher

Quando falamos em Pinscher, existe uma variedade de cachorros diferentes para você escolher, mas tenho certeza que algum chamou sua atenção, não é mesmo? Seja de pequeno, médio ou grande porte, você pode escolher diversos cães que podem se adequar às suas necessidades. Se precisar de cães para ficar com a família ou para protegê-los e até mesmo para ficar em empresas ou algo do tipo, em ambientes rurais ou urbanos, os Pinschers se adequarão.

Deixe seu Comentário