Raças

Tudo sobre Greyhound

Greyhound

Conhecido ainda como Lebrel Inglês, o Greyhound é reconhecido como a raça de cachorro mais rápida do mundo. Apesar de ter origens incertas, ela apresenta registros antigos que datam de terras britânicas. Afinal, entre seus prováveis ancestrais está a raça Pharaoh Hound, que pode ter surgido na Ásia e Oriente Médio há milhares de anos.

De qualquer forma, ela é oficialmente reconhecida como uma raça do período saxônico, sendo inicialmente empregada para a caça de animais como as lebres. Já nos dias atuais, o Greyhound ganhou o mundo devido ao seu porte aerodinâmico e físico excepcional.

História da Raça Greyhound

Apesar dessas várias incertezas sobre suas origens, estudiosos consideram que o Greyhound surgiu mesmo no Oriente Médio por volta de sete mil anos antes de Cristo. Isso porque desenhos e rabiscos com sua forma e aspecto já foram encontrados até mesmo em paredes do Antigo Egito.

Ainda assim, embora falte uma certa notoriedade em terras europeias por séculos, o Greyhound desenvolveu seu padrão moderno na Inglaterra. Afinal, seu modo de agir e alta velocidade ganharam a fama ao caçar lebres e correndo provas em pistas de corrida.

Vale lembra, como comparação, que somente a chita consegue supera a velocidade dessa raça. Em números, como curiosidade saiba que um cachorro da raça Greyhound chegou a marcar mais setenta quilômetros horários.

Informações gerais sobre a raça Greyhound

Apesar de ser resistente e vigoroso, essa variedade de canina do Lebrel ainda pode ser muito gracioso e elegante. Isso porque ele chega a fazer poses audaciosas e vigorosas que definem seu físico. Além do mais, essa raça costuma ser sensível e reservado, visto que chega a ser muito apegado ao seu dono.

Prova disso é sua presença charmosa e atitude companheira, dócil e afetuosa até mesmo com crianças. Contudo, para isso que ele precisa ser adestrado com um misto de doçura e autoridade, visto que pessoas estranhas o deixam indiferente.

Para a vida na cidade e grandes centros urbanos, um cachorro da raça Greyhound requer bom físico do seu tutor, pois ela precisa correr regularmente e fazer longas caminhadas. Após essas atividades, esse pet amoroso ainda adora deitar em locais macios, como sofás e colchas.

Nessas horas, você pode aproveitar o momento para fazer um cafuné, sussurrar palavras de carinho e até esfregar a sua barriga. Afinal, pode ter certeza de que isso é exatamente o que ele quer.

Ainda assim, você pode notar que um Greyhound é limpo e bem tranquilo, mas não gosta de muita disciplina nem participar de testes e competições de adestramento. Enfim, embora sejam um pouco rebeldes, são animais de boas maneiras e trato fácil, dependendo também da sua orientação e dedicação.

Características do Greyhound

Em primeiro lugar, apesar de atingir alas velocidades uma característica curiosa sobre o Greyhound adulto é a sua preguiça. Ou seja, após momentos de muita atividade como nos cães de corrida, basta uma caminhada sossegada para ele ficar satisfeito.

Em alguns casos, animais da raça precisam ser estimulados para a prática de exercícios. Ainda mais se estiverem em idade avançada. Com isso, fica difícil acreditar que a raça mais rápida de cães e segundo animal mais veloz do planeta possa ter tanta indiferença sobre gastar energia.

Mais uma prova disso é eles adoram curtir horas ar livre e desfrutar bons momentos de brincadeiras e jogos junto aos seus tutores. Enfim, sobre a parte física, um Greyhound costuma ser um animal com pouca massa corporal, alto, e pesar em torno de trinta quilos. No geral, devido ainda a suas maneiras dóceis e até meio preguiçosas, alguns criadores o chamam de gato gigante.

Greyhound

A agilidade do Greyhound

Por outro lado, ele é mesmo um animal forte, rápido e grande, mas que requer certos cuidados no convívio. Isso porque você precisa ser capaz de segurá-lo caso o instinto de corredor fale mais alto. Aliás, um animal de corrida com esse pode ter muita utilidade como um companheiro ideal para quem ama corridas de longos trajetos.

Ainda assim, você pode mantê-lo em locais fechados, como no caso de transportes e idas ao veterinário. Isso porque raramente ficam instáveis ou nervosos e jamais gostam de ficam sozinhos. Prova disso é que o Greyhound ainda convive muito bem com outro cão na mesma casa.

O problema é que eles podem sofrer de ansiedade se você sair e deixá-lo sozinho por longos períodos. De qualquer forma, fique atento a alguns cuidados antes de investir na aquisição de um exemplar. Nessas horas, no caso de adoção, verifique um pet da raça Greyhound vai se acostumar com seu estilo de vida, família e círculo de amizades.

Sobre o porte físico da Raça Greyhound

Para atingir tanta velocidade, o segredo está na sua forma aprumada, de proporções generosas e muita força. Isso porque todo Greyhound apresenta formação simétrica, uma força muscular incrível, pescoço e cabeça longos, tronco espaçoso, lombo arqueado e ombros reforçados.

Em outras palavras, é uma máquina de correr. Por outro lado, ele conquista pelo olhar brilhante e com ares de muita inteligência, além de um charme das orelhas pequenas serem no formato de uma rosa. Outra caraterísticas típica da raça, assim como outros cães da variedade Lebrel, é a presença de um pescoço musculoso.

Em relação à cauda, ela é longa e grossa na raiz, mas ligeiramente curvada para ajudar na aerodinâmica. Já sobre sua pelagem, ela demonstra elegância por ser fina e curta, embora o padrão internacional do Greyhound ela precisa ter tons como branco, preto, azul, castanho, tigrado, vermelho ou algumas variações com áreas brancas.

O temperamento de um Greyhound

Por fim, o temperamento dos animais da raça Greyhound é tido como a de um animal gentil, inteligente, com temperamento equilibrado e afetuoso. Sem contar que sua resistência e vigor físico o ajuda a manter o estresse sob controle. Neste ponto, podemos ainda ressaltar que são cães com um processo um pouco difícil adestramento.

Ainda mais se você não tiver experiência nesses processos. Seja como for, um Greyhound pode até se mostrar teimoso durante treinamentos e ainda responder melhor aos métodos. Isso porque seu comportamento às vezes para na forma independente de pensar e reagir.

Deixe seu Comentário