Raças

Tudo sobre Dogo Argentino

Dogo Argentino

O Dogo Argentino é uma raça de cão totalmente imponente e que pode impressionar e amedrontar por conta da sua aparência física. É muito comum que um cão dessa raça atraia olhares por onde passa. É um ótimo cão de guarda, além de ser um fiel e amoroso companheiro.

Conhecido também como Dog Argentino, foi criado na Argentina em 1920. O responsável pela criação foi um médico que tinha como hobby a paixão pela caça. Logo, a sua vontade era criar um cão de cor totalmente branca, robusto e extremamente ágil com seu instinto de caça.

Junto com o irmão, o médico promoveu a cruza de fêmeas da extinta raça de Viejo Perro de Pelea Cordobés, junto com machos da raça Boxer e Dogue Alemão, além do Pointer e Irish Wolfhound. Para chegar ao que hoje é conhecido como Dogo Argentino, foi preciso muitos anos até conseguir a aparência e temperamento perfeito para ser registrado e oficializado como cães 100% Argentinos.

Ainda hoje, esse cão é usado por caçadores para auxiliar no trabalho e, também, como cão de guarda. Ao usar o outro lado mais tranquilo e calmo da sua personalidade, é usado muito como cão guia para cegos.

Características físicas

O Dogo Argentino é um cão extremamente charmoso e atlético, possuindo uma elegância que é natural da raça. Outras características muito marcantes, são:

  • Cauda grossa e longa;
  • Pelagem completamente branca e curta;
  • Olhos pequenos e escuros.

Além disso, possui uma mandíbula muito forte e firma, o que o torna extremamente preciso nas suas mordidas. O que reforça a teoria do seu uso para caça e proteção.

Além disso, a sua altura fica entre 60 e 65 centímetros e o peso pode variar de 38 a 50 quilos.

Personalidade do Dogo Argentino

Mediante sua personalidade, fica difícil dizer exatamente como esse cão age ou como ele é. Afinal, consegue ser extremamente carinhoso e extremamente agressivo quando necessário. Porém, os principais traços da personalidade denotam um comportamento carinhoso, imponente, muito prestativo, trabalhador, amoroso, silencioso e também é um ótimo farejador.

Mesmo que o Dogo Argentino assuste muitas pessoas por conta da sua expressão imponente e sempre atenta, pode ser um cão extremamente afetuoso e dócil para com seus donos. Também é muito comum que as pessoas se impressionem com seu tamanho e força física, podendo tranquilamente derrubar um ser humano adulto, mesmo que seja somente por brincadeira.

Quando bem-educado pelos donos, torna-se um cão muito obediente, já que possui uma inteligência admirável. O seu instinto de proteção é uma coisa que não deve ser deixada de levar a sério. Quando sente que sua propriedade e os donos podem estar em perigo, esse cão age corajosamente, sem demonstrar nenhum resquício sequer de dúvida e medo.

Como é um cão de personalidade muito forte, é altamente recomendado que seja adestrado por um profissional ou pelo seu dono, se o mesmo tiver experiência com essa raça. Afinal, mesmo que por natureza seja um cão considerado equilibrado, é preciso ensinar a reprimir seus impulsos quando necessário, a fim de torná-lo mais sociável e tranquilo.

Com as crianças, esse cachorro se apega muito facilmente, mostrando um lado totalmente compreensível e paciente da sua personalidade. Porém, é preferível deixá-lo conviver com crianças maiores de 12 anos, a fim de evitar que se estresse com a falta de cuidado dos pequenos.

Além do mais, como é um cão fortíssimo, é indicado que um adulto sempre supervisione as suas brincadeiras, a fim de que a criança não o machuque e, também, para evitar que alguma brincadeira da criança possa estressá-lo.

Sobre conviver com outros animais

Mesmo com a fama de mau que rodeia essa raça, é um cão que pode conviver tranquilamente com outros animais, desde que o mesmo seja socializado nas primeiras semanas de vida. Afinal, ele é um cão que age muito por seus instintos e leva muito a sério a sua desconfiança para com os demais, logo, ele não negará sua natureza e partirá para o ataque.

Outra dica é jamais deixá-lo com outro macho, principalmente se for da mesma raça. Afinal, não é um cão de personalidade 100% tranquila e sabe, como ninguém, como defender o seu território e os seus donos.

Cuidados

Olhos e orelhas

É muito importante manter uma higiene em relação aos olhos e as orelhas desse cão. Como possui o pelo branco, pode lacrimar e ficar com o pelo dos olhos amarelados ou marrom. Logo, é importante sempre limpar com água morna e prestar atenção em como está o olhar do cão, se apresenta uma coloração branca em volta do globo, etc.

As orelhas também devem ser muito bem cuidadas e limpá-las somente por fora com um algodão também com água morna. No Brasil, felizmente, o ato de cortar as orelhas do cão é considerado maus tratos e atividade ilegal.

Sol

Por ter a coloração branca, a pele desse cão é muito sensível ao sol, principalmente quando o mesmo está muito intenso. Logo, é preferível evitar passear com ele quando o sol está escaldante demais, preferindo deixar para horários mais amenos como de manhã bem cedo ou no fim da tarde, quando o sol está se pondo. Além disso, é possível aplicar protetor solar próprio para cães.

Pelos

Mesmo que tenha um pelo curto e meio duro, dependendo da estação do ano, é muito importante manter uma agenda de escovação para o Dogo Argentino. A escovação não se torna um martírio como em outras raças, afinal, ele adora fica horas sendo escovado, podendo até mesmo dormir durante o processo.

Alimentação do Dogo Argentino

A alimentação desse cão deve ocorrer de forma regrada a fim de evitar má digestão ou tendência a engordar. Os cães adultos podem se alimentar até duas vezes por dia, já os filhotes se alimentam de três a quatro. A melhor opção é perguntar ao veterinário de confiança da família sobre a quantidade e a dieta ideal que o cachorro pode seguir.

De qualquer forma, nunca deixe o Dogo Argentino  ou qualquer outro cão de outra raça ingerir ossos de galinha, peixes, porcos, etc.

Dogo Argentino

Deixe seu Comentário