Raças

Tudo sobre Boxer

Boxer

Oriundo da Alemanha, o Boxer, é descendente direto da raça extinta Bllenbeisser, que foi muito utilizado para a caça de animais de grande porte. O Boxer é uma raça tranquila e carinhosa, que possui diversas características marcantes e dono de uma aparência vigorosa. Para saber mais sobre essa raça tão especial, acompanhe o artigo!

Boxer

Grandes e muito agitados, o Boxer é um cachorro muito brincalhão e extremamente inteligente. Por conta de seu porte e carranca, podem assustar os desconhecidos. Ao contrário do que imaginam, são muito carinhosos e amigos de toda a família.

Essa raça foi originalmente desenvolvida para ser um cão de guarda, porém, acabou que sua personalidade pendeu muito mais para um cão de companhia. Além disso, é muito dócil, paciencioso e tolerante. Amam brincar e, na parte das vezes, esquecem completamente do seu tamanho e acabam sendo desengonçados, o que causa ótimas gargalhadas e momentos de descontração. A altura do Boxer pode variar de 50 a 65 centímetros e o seu peso pode chegar de 25 a 35 kg.

Além disso, possuem pelos curtos, duros e brilhantes, quando bem cuidados, logicamente. Não possuem espaçamento entre os pelos e também não apresentam crescimento na pelagem. São muito encontrados nas cores fulva e fulvo-malhado e possuem, na grande maioria das vezes, listras discretas ao longo do corpo. As cores dessa raça são as mais diversificadas, porém uma característica marcante, é a presença de uma espécie de luva branca em todas as patas.

Saúde e cuidados

A saúde do Boxer merece uma atenção especial, afinal, não é um cão se adapte bem ao ar livre. O focinho curto e a pelagem baixa, não é uma característica favorável para um cão viver no ambiente externo. Mesmo assim, são exímios brincalhões e gostam de ter um espaço grande para poderem correr e pular. É um cachorro muito exigente com a limpeza e detesta sujeiras e bagunça. Justamente por adorarem limpeza, podem se banharem por conta própria, assim como os gatos.

Em relação à pelagem do animal, uma escovação por semana já é o suficiente para eliminar pelos mortos. Além do mais, suas unhas devem estar sempre bem cortadas por três motivos:

  • Crescem muito rapidamente;
  • Têm a mania de pular para brincar ou cumprimentar alguém;
  • Podem machucar a almofadinha das próprias patas.

Logo, é mais confortável para a família e visitantes na casa que as suas unhas estejam sempre bem aparadas. Por se tratar de uma raça braquicefálica, o cuidado com a escovação dos dentes é muito maior do que para as outras raças, dessa forma é possível evitar tártaros e outras bactérias.

Infelizmente, não raramente sofrem com tumores em diferentes partes do corpo. É preciso estar sempre atento ao aparecimento de nódulos, falta de apetite, mudanças comportamentais, choros excessivos, etc. É sempre importante ter o auxílio frequente de um veterinário e sempre levar o cão para consultas periódicas. Além disso, o Boxer tem uma grande tendência em desenvolver câncer.

Temperamento e forma de ser do Boxer

Como já dito anteriormente, o Boxer é extremamente brincalhão e sua maior felicidade é brincar com a família. Por isso, muitas vezes, acaba se deixando levar pela felicidade e esquecendo completamente do seu tamanho. Além disso, é um cão que não late com frequência, somente nos momentos de euforia.

É importante frisar que o Boxer não é um cão para ser deixado sozinho, afinal, pode se sentir extremamente triste e entediado. Logo, é importante que a família sempre dê um jeito de estar presente na vida dessa dócil criatura. Dessa forma, é possível evitar que ele se torne um animal destrutivo e depressivo.

Em geral, são cães que se adaptam muito bem às rotinas familiares e são extremamente amigáveis com crianças. Algumas vezes, o Boxer poder amigável, também, com outros cães e gatos. É necessário ensiná-lo a socializar desde as primeiras semanas de vida. Afinal, como é um pouco protetor e territorialista, pode se tornar antissocial e causar brigas.

Aptidão

É um cão extremamente inteligente e o treinamento é essencial para que ele desenvolva uma boa relação com outros animais. Como são grandes e brincalhões e, não raramente, esquecem do seu tamanho, podem machucar sem ter a intenção de fazê-lo. Para que ele aprenda o respeito e o cuidado, é necessário ensiná-lo com muito amor, paciência e carinho.

Lembre-se que estamos falando de um cão e, mesmo que não seja a intenção, é um pouco difícil para eles entenderem o que estamos tentando dizer. Logo, o amor e empatia pelo animal facilita, e muito, na hora de ensinar ou repreender. Afinal, gritos, punições e surras podem causar traumas e torná-los ainda mais rebeldes.

Ao ensinar truques ou notar que eles estão fazendo exatamente o que é ensinado, não se deve esquecer dos petiscos e recompensas. É um cão que ama impressionar a família e vai amar mostrar que está fazendo o que lhe foi pedido.

Cuidados com o Boxer

São cães que não devem ser expostos a temperaturas nem muito frias, nem muito quentes. Por conta do focinho, demonstram dificuldade em respirar e acabam sendo muito sensível às temperaturas e, também, às anestesias. É necessário atentar-se à cor do cão, afinal, os Boxers brancos podem nascer surdos.

Além disso, o Boxer pode desenvolver alergias de pele extremamente severas. Logo, é importante sempre observar minuciosamente as orelhas, focinho, tronco, barriga, patas, o meio dos dedos e também os olhos, a fim de detectar o início de alguma alergia e, assim, ser tratada e evitada a tempo de desenvolver e evoluir para algo muito pior.

O Boxer, como visto anteriormente, é uma raça que preza muito pela higiene e limpeza. Logo, quando em épocas de Primavera ou Outono, que é quando ocorre a troca de pelo, podem se sentir incomodados com os pelos mortos que se soltam e ficam grudados na pele. Por isso, é muito importante, nessas épocas, realizar a escovação de forma semanal, porém, aumentando a quantidade para duas ou três vezes na semana. Caso contrário, o animal pode engolir os pelos e até mesmo se sentir enjoado com isso.

Deixe seu Comentário